Opinião:fatos que marcaram a semana que passou

Por:Paulo Edson  Barbosa

Polêmica:A reta final desta semana foi marcada pela crise aberta por Jair Bolsonaro em torno de uma vacina contra a covid-19 ,o presidente disse que o governo federal não vai comprar doses do imunizante desenvolvido por um laboratório chinês em parceria com o Instituto Butantan de São Paulo, isso, mesmo se a vacina tiver sua eficácia comprovada e for aprovada pela ANVISA

.A declaração presidencial foi dada após o Ministério da Saúde anunciar que a substância seria incluída no plano na Nacional de imunização.Esta foi mais uma demostração clara de como o presidente desautoriza Os ministros da área da saúde durante a crise da pandemia do Coronavírus,a exemplo de Mandeta e Nelson Taicchi,que ambos renunciaram de seus cargo.

Na  opinião do presidente da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)Antonio Barras Torres,durante a pandemia o orgão promete seguir critérios técnicos e não políticos na avaliação de vacinas.

Na contramão:A fala do presidente a mais um exemplo da atitude anti-científica que ele vem adotando desde o início da crise sanitária, ele busca se contrapor a China e ao governo de São Paulo,onde o Instituto Butantã é ligado.O Estado de São Paulo é governado por João Dória que se tornou aniversário político do presidente em meio à crise, o tucano deve ser candidato à presidência em 2022.

Cientistas políticos do Brasil avaliam sobre as atitudes de Bolsonaro e como elas põe em cheque a ideia de moderação do presidente que no segundo semestre parou de Fazer ameaças abertas ao supremo.

O discurso radical a cena bolsonaristas fiéis que vinham criticando o presidente por causa da sua escolha para o tribunal o nome de kassio Nunes Marques que foi aprovado pelo Senado essa semana .Kássio Nunes vai assumir uma cadeira na corte no início de novembro.

Exterior:Fora do Brasil a semana foi marcada pela eleição presidencial na Bolívia LUiz Arce candidato ligado a Evo Morales ganhou a disputa no primeiro turno.Evo Morales que renunciou à presidência da Bolívia em 2019 sobre ameaça de um golpe de estado.

Luiz Arce pertence ao mesmo partido de Evo o MAS (Movimento ao Socialismo),e nesta Sexta-feira 23 o Tribunal Supremo eleitoral da Bolívia confirmou oficialmente a vitória de Arce em primeiro turno,por 55,2% dos votos,contra 28,9% do ex-presidente Carlos Mesa.O Novo Presidente comemorou no Twiter “Obrigado minha querida Bolívia!Recebemos esse mandato democrático com muita humildade”escreveu.

 

Nos Estados Unidos o departamento de Justiça abriu uma ação antitruste contra o Google o governo americano acusa gigante de Tecnologia de abusar do seu poder de mercado.

 

 

Rei do futebol:

Nos 80 anos de Pelé, o Rei do Futebol recebeu diversas mensagens de carinho e também dele, o ídolo argentino Maradona. O ex-jogador utilizou suas redes sociais para publicar a homenagem ao brasileiro,

O ídolo argentino ainda reforçou que ficaram para trás as divergências que distanciavam as duas estrelas do futebol, considerados os melhores jogadores do século XX, segundo a Fifa.

Além disso, Maradona, completará 60 anos no dia 30 de outubro e estreou na primeira divisão em outubro de 1976. Um ano depois, Pelé se despediu do futebol.

O ídolo argentino ainda reforçou que ficaram para trás as divergências que distanciavam as duas estrelas do futebol,

Além disso, Maradona, completará 60 anos no dia 30 de outubro e estreou na primeira divisão em outubro de 1976. Um ano depois, Pelé se despediu do futebol.

Redação:CPO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *